Como fazer o Evangelho em todos os lares

O nosso lar, nosso castelo.
Dentro dos nossos lares, nos sentimos seguros, protegidos pelos muros de alvenaria.
Temos modos de pensar e agir de forma diferente de quando estamos fora deste.
Quando deixamos o ambiente do nosso lar, mergulhamos no oceano do mundo comum à todos.
Aquela paz e tranquilidade que até pouco nos envolvia, vai pouco a pouco se perdendo.
A capa dos bons fluidos, como gelo vai se derretendo.
E muitos, para se igualar a este mundo onde o mal ainda impera sobre o bem, vai adquirindo a mesma frequência como que abaixando a sua vibração.
A ligação que nos ajuda a ter bons pensamentos e em seguida boas ações vai se igualando a de todos.
A pessoa vai se nivelando a tudo.
Um mundo hostil, de dúvidas, algumas vezes violento.
Muitas vezes agindo assim alguns pensam em se mostrar fortes para afugentar o possível inimigo, enfim: se proteger.
E no dia-a-dia, no lido profissional, familiar entre outros, vamos tendo os enfrentamentos, as diferenças que nos faz crescer.
Ou não!
E em muitos desses momentos e enfrentamentos em que todos estamos sujeitos, afloram muitos desequilíbrios de nossas reencarnações passadas pedindo reajustamentos.
Agredimos e somos agredidos.
E ao final do dia o que levamos de volta aos nossos lares?
Ao chegar em casa encontramos o nossos entes queridos, também de volta das suas batalhas individuais.
E aí? o que vai se tornar esse caldo de problemas? Uma guerra familiar?
O lar, uma benção de Deus para resgate e reajustamentos individuais e coletivos, já têm as sua diferenças.
E a agora?
Vai haver uma somatória de tudo isso?
Logicamente tudo isso vai depender de cada um, de como receber e enfrentar tudo isso, se tem o conhecimento da vida eterna.
Enfim, embasamneto cristão.
Mas temos um remédio salutar: O Evangelho no Lar.
Momento semanal de limpeza e higienização do nosso castelo.
Momento de queimar miasmas, negatividades e té envolvimentos.
O poder mental que muitas pessoas têm nesse momento, realização de verdadeiros prodígios.
Como sempre tudo vai depender da fé, concentração de cada um.
Pode ser realizado em qualquer ambiente, inclusive no seu trabalho.
Só ou em grupo.
Não tem contra indicação.
Só faz bem.

Roteiro
Escolher um dia da semana em que seja possível a presença de todos.
Ou faça só.
Cumpra o horário rigorosamente, o dia e a hora.
Você quer ter a assistência dos espíritos, do seu anjo guardião, certo?
E acham que eles estão a disposição a qualquer hora?
Não.
Ociosidade não faz parte dos espíritos de luz , pontualidade portanto.
Para iniciar a reunião, faça uma prece simples e espontânea, com o valor e sentimentos do seu coração.
Dê a abertura com a leitura de livros com pequenas mensagens como Vinha de Luz, Pão Nosso, Fonte Viva, todos ditados por Emmanuel a Francisco Cândido Xavier.
Faça um breve comentário do que foi lido.
Agora a leitura sequencial do Evangelho Segundo o Espiritismo, faça o comentário do que foi lido, sempre em voz alta, pois muitos espíritos são trazidos para esclarecimentos nestas reuniões.
Fazer a limpeza da casa, ambiente por ambiente.
Fazer as vibrações para os presentes, parentes enfim, a todos que desejar.
Pedir pela paz no mundo, a implantação e a vivência do Evangelho em todos os lares.
Entendimento entre todas as religiões.
A cura dos doentes do corpo e da alma.
Não transformar a reunião em trabalho mediúnico.
Assistência Espiritual deve ser em lugares idôneos.
Não suspender ou adiar o Evangelho por causa de visitas, passeios ou acontecimentos fúteis.
Só se você acreditar que um bate papo ou um cineminha valem mais que o seu equilíbrio e dos seus familiares.
Coloque uma música calma, clássica, erudita, new age.
Eu aconselho que se você tiver um problema grave, que faça o Evangelho no lar todos os dias.
Você faz já o seu Evangelho, por exemplo, todos os domingos às 20h.
Faça o segundo Evangelho específico para o tal problema todos os dias às 20h30.
E o semanal para a harmonia do lar e da família.
Assim no domingo ficará os dois bem próximos, otimizando melhor o seu tempo e da espiritualidade.

Anúncios
Publicado em Ensinamentos. Tags: . 1 Comment »